Um mês de amor: #natalsolidario

15:42:00

Se gosta daqueles post´s melosinhos, cheios de mimi e de muuuuiiiito amor e gratidão continua lendo, se a resposta for não, então clica nesse link aqui e leia uma resenha, ou se não nesse aqui e veja um tutorial.

Senta que lá vem história. 
Faz mais de um mês que meu modo de pensar mudou totalmente. Tudo isso por causa de um projeto chamado: NATAL SOLIDÁRIO(expliquei sobre ele nesse post).
COMO ASSIM RENYELLEN VOCÊ MUDOU? Imaginem agora uma menina derretida ao ver um morador de rua, um idoso, uma criança, essa sou eu. E eu quantas vezes reclamei de não ter mortadela no pão, só ter linguiça de mistura, por minha mãe não ter comprado o tênis que queria. E ter visto tanta gente em situações muito piores e não reclamar, mas o contrário, estar com um belo sorriso no rosto esbanjando e transbordando amor. Ao ver tudo isso, mudei e parei pra refletir, como nós deixamos marcas por onde passamos e se afinal deixamos essas pegadas, porque não deixar apenas e exclusivamente marcas boas.
Hoje eu quero dividir com vocês como foram esses momentos, espero que gostem, então vamos lá? 





O primeiro evento: ENCONTRINHO SOLIDÁRIO


O primeiro evento, foi o encontrinho que fiz junto com minha amiga, bestfriend, parceira Alini Franco e em parceria com empresas. E galera, foi maravilhoso, foi perfeito, arrecadamos 50 brinquedos e 80 reais, e muuuuuiiiiita gente se comovendo e doando depois. 
O mais legal desse evento foi conhecer leitoras, rever amigas e gingar capoeira.
Queria deixar meu agradecimento, a todos que foram nesse grande dia, aos que doaram depois e a quem simplismente torceu para que ocorresse tudo bem nesse dia tão importante pra mim.







                                         O segundo evento: VISITA AO ASILO

No domingo dia 13, fomos ao asilo, levar um pouquinho de alegria para os senhores. O Asilo que fomos, a maioria dos idosos que estão lá foram encontrados na rua(SIM TAMBÉM ME PERGUNTEI COMO ALGUÉM TEVE CORAGEM DE DEIXÁ-LOS NA RUA).
Me vesti de papai noel, levamos uma árvorezinha de balas e também gorros. No finalzinho fizemos sessão cantoria. 
Cada idoso que estava lá carregava uma história, ou melhor, quantas histórias e me ensinaram tanto.
Vale muito a pena tirar um dia e visitar um lugar desse, você vai sair de lá com outra visão e cheia de amor pra dar.






O terceiro evento: ENTREGA DOS BRINQUEDOS


Enfim dia 20 chegou, o GRANDE DIA ! 
O dia das entregas, fomos em duas comunidades: Vista alegre pela manhã e a tarde no Boi Malhado, somando as duas foram ajudadas mais que 1000 familias.Entregamos doces, panetones, chocolate, roupas, sapatos e brinquedos.
Nenhum cansaço era suficiente para vencer a entrega de mais que itens materiais, mais a entrega de um sorriso, de esperança. 
Gente, eu tive a oportunidade de ficar na fila organizando, então fiz questão de conversar com eles e saber um pouquinho da história de cada um deles, e só posso dizer uma coisa: FOI MAIS QUE MERECIDO AQUELAS ENTREGAS. Tinham famílias que não sabiam o que era panetone, tinham crianças que não tinham chinelo, vocês tem ideia disso? 
Ficamos tanto querendo mudar outros países, ajudá-los, quando 20 minutos da sua casa, tem famílias pedindo socorro.








É difícil explicar como foi tudo isso com palavras, mais espero que o que escrevi e as imagens possam dizer e fazer vocês entenderem.
Só quero deixar uma última mensagem: Seja o bem, compartilhe o bem e o bem alguém fará por você! Tudo que fazemos hoje, volta para nós amanhã.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Obrigada Ibrasac, empresas e todos que me ajudaram, gratidão define o mês de dezembro.



Nós acompanhe nas Redes Sociais 

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM

0 Pessoas Comentaram ♥